Ontem, dia 18 de Junho de 2019, foi feita uma forte divulgação na grande mídia sobre a promoção de passagens internacionais da GOL pelo valor de uma cerveja. Pois bem, parabenizamos a empresa pela promoção, no entanto é necessário criticar a forma de como a mesma foi conduzida.

Primeiramente o desencontro de informações, em que todos os veículos noticiaram que o valor promocional de R$ 3,90 seria para passagens internacionais de ida e volta como você confere nos prints abaixo da grande mídia.

Segundo, a grande maioria das pessoas não conseguiram acessar o site da GOL, e quando conseguiam muitos eram direcionados para uma página prévia de seleção de país e idioma, o que nunca antes aconteceu.

Alguns leitores entendidos em TI afirmaram que os servidores da GOL estavam respondendo bem e que possivelmente poderia haver uma seleção de números IP (identificadores de computador) o que poderia sugerir uma “autorização” prévia para participar de tal promoção.

Além disso de acordo com a Folha o Procon notificou a GOL pedindo esclarecimentos sobre quantos tickets foram vendidos e para quem foram vendidos. Nós mesmos enviamos esses mesmos questionamentos para a empresa que se limitou a nos responder o seguinte:

“GOL a preço de Brahma” teve um alcance recorde e as 140 passagens a preço especial foram vendidas em poucos minutos.

Tivemos inúmeros acessos simultâneos, o que fez com que nosso site sofresse instabilidade.

Como afirmamos anteriormente, parabenizamos a GOL pela promoção, mas não podemos deixar de questionar a condução da mesma, e o posicionamento da empresa não foi suficiente para esclarecer as dúvidas suscitadas.

Por que quem conseguia entrar era direcionado para uma página de seleção de país e idioma? Onde está o regulamento da promoção?

É preciso que a empresa se posicione de forma transparente para demonstrar a lisura do processo promocional, pois algo que chama a atenção de diversos brasileiros e faz com que inúmeras pessoas percam o seu valioso tempo tentando participar de uma promoção dessa merece a máxima transparência possível.

Alguns leitores nem tentaram participar da promoção acreditando que isso se trata uma “promofake” feita única e exclusivamente para promover a empresa, o que foi sem dúvidas um grande sucesso, mas somente para as empresas em questão.