Após o Chile autorizar a entrada de turistas brasileiros totalmente vacinados contra a Covid-19, a LATAM decidiu ampliar a operação da rota São Paulo/Guarulhos-Santiago e retomar a partir de novembro deste ano o voo direto Rio de Janeiro/Galeão-Santiago. A rota internacional a partir do aeroporto do Galeão não era operada desde abril de 2020 e será a primeira a ser retomada pela LATAM no Brasil fora do aeroporto de Guarulhos, reafirmando o otimismo e a confiança da companhia na volta das viagens ao exterior.

Apesar da reabertura, a LATAM orienta que os passageiros consultem em Requisitos para Viajar as regras e exigências do governo chileno para os passageiros brasileiros totalmente vacinados ingressarem no país. Para preços de passagens, consulte latam.com.

Com o avanço da vacinação e a flexibilização de regras para viagens ao exterior, os brasileiros estão cada vez mais confiantes para programar suas viagens. Além disso, voos internacionais como Santiago-Rio de Janeiro também representam oportunidades para os estrangeiros voltarem a visitar o Brasil”, afirma Diogo Elias, diretor de Vendas e Marketing da LATAM Brasil. “Estamos atentos a todos os movimentos de reabertura internacional e pedimos que todos consultem as regras de cada país antes de viajar”.

Programação dos voos

Atualmente, a LATAM já oferece 10 voos semanais na rota São Paulo/Guarulhos-Santiago e chegará a ter até 18 voos por semana na rota até dezembro deste ano, operados com aeronaves Airbus A320 (que acomodam até 162 passageiros em classe Economy e 8 em Premium Economy) ou aeronaves Boeing 787 (que acomodam até 274 passageiros em Economy e 30 em Premium Economy).

Já a rota Rio de Janeiro/Galeão-Santiago será retomada a partir de novembro com 3 voos semanais em aeronaves Airbus A320 (que acomodam até 162 passageiros em classe Economy e 12 em Premium Economy). Veja abaixo a programação do voo (em hora local):

A LATAM segue reforçando as medidas de segurança e higiene em toda a sua operação e obedecendo os protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e das autoridades sanitárias dos países onde atua. Em todos os voos é obrigatório o uso de máscara durante toda a viagem (confira aqui as máscaras permitidas).