Os passageiros que utilizam o Aeroporto Internacional de Miami (MIA), na Flórida, logo poderão embarcar em seus voos internacionais com apenas o clique rápido e touchless de uma câmera, graças a um contrato recentemente aprovado que implementará o embarque biométrico nos mais de 130 portões do local.

A expectativa é que a iniciativa seja totalmente concluída em 2023. Quando finalizado, o projeto será a maior implantação de tecnologia biométrica em aeroportos dos Estados Unidos.

“O lançamento do embarque biométrico em MIA é a ação mais recente de como o condado de Miami-Dade está aproveitando a tecnologia para melhorar o atendimento ao cliente e simplificar as operações”, diz a prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava. “Estou orgulhosa de ver nosso aeroporto ser o líder nos EUA com essa inovação de ponta que agilizará o processo de embarque de nossos passageiros.”

Com a solução Smart Path, da SITA, que aproveita a plataforma de identidade biométrica da NEC, os passageiros simplesmente se aproximam de uma câmera no portão de embarque e sua foto é usada para confirmar, em segundos, sua identidade e sua autorização para viajar. O Aeroporto Internacional de Miami e o CBP, órgão de controle de fronteiras e alfândega dos EUA, testaram o embarque biométrico pela primeira vez em 2019, durante um programa piloto com companhias aéreas selecionadas, o que gerou uma melhoria significativa nos tempos de embarque.

“Estamos ansiosos para aprimorar a experiência dos passageiros com esta solução de embarque de última geração”, comenta Ralph Cutié, diretor e CEO do Aeroporto Internacional de Miami. “MIA é agora o aeroporto mais movimentado dos EUA para viagens internacionais e continua a estabelecer novos recordes de aumento de passageiros a cada mês. O embarque biométrico é um dos principais passos que estamos tomando para abrir caminho a um maior crescimento nos próximos anos.”

O lançamento do embarque biométrico no local segue em conjunto com a ampliação, realizada em 2020, do Simplified Arrival (Chegada Simplificada, em tradução livre), processo do CBP para voos internacionais que usa a biometria facial para automatizar as verificações manuais dos documentos necessários dos passageiros para admissão nos EUA.

“Globalmente, vemos que os passageiros desejam passar mais rápido pelo aeroporto, com as principais etapas de sua viagem sendo automatizadas. Nossa solução biométrica Smart Path permitirá uma expansão futura para outros pontos de contato no Aeroporto Internacional de Miami, bem como o uso de várias formas de identidade digital”, finaliza Matthys Serfontein, presidente da SITA nas Américas.