Esse foi um voo único, pois depois dessa experiência a Malaysia Airlines será evitada a todo custo, depois de tanta exaltação da hospitalidade malaia. O voo MH-122 partiu no horário de Sydney para KLIA (Kuala Lumpur International Airport). 

O processo de embarque foi meio desorganizado com gente furando fila, passageiros sem prioridade entrando na fila de necessidades especiais, até que um funcionário veio e fechou a fila, mas quem entrou indevidamente ficou por lá.

Depois ainda tivemos que aguardar cerca de 10 minutos na rampa, o que não haveria necessidade, caso o embarque tivesse começado 10 minutos mais tarde, e enfim chegamos ao avião, o novo A350 da Malaysia Airlines em sua nova classe executiva.

Após se acomodar no assento e preparar para decolar, uma comissária se aproximou e pediu para colocar o telefone em modo avião, no entanto o mesmo já encontrava nesse modo, e não satisfeita ela pegou o celular deliberadamente e o desligou.

Após o choque com tamanha falta de educação, ficamos quieto para evitar maiores problemas, pois já percebemos que alguns membros da tripulação não estavam “bem”. Mas vejamos como é o assento da classe executiva da Malaysia e suas amenidades:

A tela é ampla e tem boa qualidade de imagem.

Acima  e abaixo  você  vê  o porta-trecos  e alguns  controles  do  assento.

Como  você  poderá  perceber  abaixo,  o espaço  para  pernas é amplo,  e pessoas  altas  se  sentirão  confortáveis.

O assento é muito bom, pois tem conectividade e energia, a poltrona é confortável e o mesmo é amplo garantindo a confortabilidade para pessoas altas. O fone de ouvido também é confortável e não machuca a sua orelha.

A biblioteca de mídia é um pouco defasada, mas o suficiente para passar esse voo rápido de pouco menos de 8h. O avião possui wifi, porém é caro, uma vez que o mesmo é comercializado em função do pacote de dados que você adquire e cerca de 100 MB custa 10 dólares. 

A comida estava uma delícia, muito saborosa e bem preparada. Veja as nossas opções abaixo:

 

Essas foram as escolhas, a entrada um “chicken Satay”, prato típico malaio e muito saboroso, depois um aperitivo de atum, seguido do prato principal, que foi costela ao mac and cheese. A comida estava muito boa, mas o serviço que foi o destaque negativo.

A sobremesa (sorvete) só veio depois de ir na Galley perguntar se não seria oferecida sobremesa, isso após já uns 30 minutos de terminado o serviço de refeição, e no momento de conseguir o sorvete a comissária passa e recolhe o copo de água cheio.

Nesse momento chegou a surgir uma certa tensão pois peguei o copo também e disse que ainda estava bebendo água, e então a comissária disse que eu tinha uma garrafa de água a minha disposição, porém eu gostaria de deixar a mesma para utilizar no restante do voo.

Não houve conversa, ela recolheu o copo de qualquer jeito, e então me dirigi a galley e solicitei outro copo de água a outro comissário. 

Já próximo do pouso nada de ser servido o lanche, e mesmo estando acordado e a comissária passando várias vezes e percebendo isso, não ofereceu nada, até que eu comecei a apertar o botão de chamada da tripulação várias vezes até ser atendido por outro comissário.

E então foi após algumas tentativas foi servido o lanche quase que 40 minutos antes do pouso, que foi uma torta de bife australiano, a qual está muito saborosa também.

Em suma o voo foi regular, mais em função do serviço, pois o avião era excelente, o assento muito confortável, a comida espetacular, porém o tratamento dispensado pela tripulação foi fraco. O engraçado foi que fizeram questão de destacar a hospitalidade malaia no início do voo, e  foi um dos piores voos que já fiz na minha vida em questão de tratamento, junto com a aquele da KLM

Enfim, fica aí o relato dessa experiência, e o vídeo já está na parte final de edição devendo ficar pronto até o próximo sábado, logo não deixe de se inscrever no canal no Youtube clicando aqui, e veja nossos outros vídeos enquanto esse novo não chega.