Para refrescar a memória, em Janeiro desse ano publicamos um bug que permitia fazer Chicago a Sydney via Auckland com a Air New Zealand por menos de 1 mil dólares em classe executiva. Você pode clicar aqui para se lembrar. Então tiramos proveito dessa tarifa para visitar a Austrália.

É preciso dizer que foi uma grande decepção, mais pelo assento, do que pelos demais aspectos do serviço, pois aqueles são muito apertados e eu que sou baixinho (1.7m) já senti um desconforto, imagina quem é mais alto.

A Cabine parecia um lounge, com uma luz lilás meio que irritante. É bonito no início, mas depois acaba enjoando. O assento como você pode ver acima não tem privacidade nenhuma. Parece que quiseram fazer uma coisa futurística e “cool”, mas para quem viaja sabe como ficou ruim. Abaixo você vê o Kit de amenidades que não tem nada de mais.

O fone de ouvido é aquele genérico “noise-canceling”, porém a qualidade do som não é perfeita e isso pode incomodar um pouco. Abaixo você vê a tela do entretenimento de bordo que fica na lateral do assento, e o ruim disso é que você não pode assistir nada na decolagem ou pouso, ou ainda enquanto a aeronave estiver taxiando.

 

Uma coisa que não podemos reclamar é do serviço. Toda a tripulação foi muito solícita e prestativa, e assim que nos assentamos no 1A, a chefe de cabine veio se apresentar e servir a bebida pré-decolagem. Abaixo você verá as fotos do cardápio e da nossa seleção para o jantar.

A comida estava muito saborosa e conforme meu pupilo Zac do Pacífico costuma dizer, esse é o tipo de voo em que a comida é melhor que o assento. Após o jantar a comissária vem e arruma a cama para você que é “lie flat”, porém como o espaço é pequeno, quem passa no corredor pode esbarrar no seu pé, a depender da sua altura.

Como o voo era longo (16h) consegui tomar café, e a seleção também estava muito boa conforme você confere abaixo.

O voo em si foi bom no geral, mas o assento é muito desconfortável. A tripulação foi muito legal e atenciosa, e a seleção de entretenimento de bordo e comida estavam bons também. Uma grande falha da Air New Zealand foi a falta de Wifi no voo. 

A Air New Zealand oferece wifi gratuito a bordo de suas aeronaves assim como a Qantas, porém justamente esse voo longo não tinha equipamento de wifi instalado. 

Não fizemos muitas fotos, pois estamos dando preferência para a produção do vídeo, em que é possível você ver mais e com melhor qualidade como foi o voo. Se você ainda não está inscrito, se inscreva no nosso canal clicando aqui

Alguém aí pensa em voar com a Air New Zealand num futuro próximo?