A estreia da Azul na ponte aérea já tem data marcada: 29 de agosto. Os bilhetes para esse importante marco na história da empresa e também para a aviação brasileira estarão disponíveis em todos os canais de venda da companhia a partir de hoje. Ao todo, serão 34 operações diárias entre os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro, ampliando a concorrência no maior mercado doméstico do país e quarto maior do mundo.

“Estamos todos muito animados aqui na companhia, já que teremos a oportunidade de oferecer a Experiência Azul, com TV ao vivo, bebidas e snacks à vontade, em um mercado que ainda não operávamos. Vamos ter uma média de um voo a cada 50 minutos. Temos certeza que vamos encantar os Clientes que voam a ponte aérea não só com nosso produto, mas com a nossa maneira de servir. Quebrar o duopólio nesse mercado é só a primeira etapa daquilo que acreditamos ser o melhor para o consumidor e a indústria. Ao fomentarmos a competição, só trazemos benefícios para o setor e para quem voa”, diz John Rodgerson, presidente da Azul.

Nas operações de ponte aérea, os Clientes da Azul voarão com as modernas e confortáveis aeronaves a jato da empresa e contarão com o atendimento do premiado time de Tripulantes, reconhecidos como um dos melhores do mundo por três vezes consecutivas. A bordo, os Clientes poderão aproveitar a viagem com o serviço de bordo da empresa, com snacks e bebidas, enquanto assistem aos seus programas de TV preferidos, sejam eles séries, noticiários ou jogos esportivos, já que esses aviões contam com telas individuais e TV ao vivo.

Confira abaixo os detalhes das operações da Azul na ponte aérea:


Esse foi um comunicado enviado pela Azul, e agora vamos a uma breve análise. A Azul brigou muito para entrar nessa operação, e até chegou a sair da ABEAR denunciando a mesma de querer prejudicar os clientes.

Vamos vejamos 3 datas em Outubro, Novembro e Dezembro para uma viagem de ida e volta na ponte aérea:

24 a 27 de Outubro: AZUL está cobrando 340 reais na sua tarifa mais baixa, porém GOL e LATAM estão cobrando 280 Reais.

1 a 5 de Novembro: Azul está cobrando 440 Reais na sua tarifa mais baixa, porém GOL e LATAM estão cobrando 280 Reais.

22 a 27 de Dezembro: Azul está cobrando 2 mil Reais na sua tarifa mais baixa, porém LATAM está cobrando 680 Reais e GOL está cobrando 750 Reais.

Em todas as simulações que procuramos a Azul é a que está cobrando a mais alta tarifa. Cadê o benefício do passageiro? Isso não iria abaixar o preço como dizia a Azul? Não vai quebrar o duopólio?

Exatamente como previmos a Azul só fez o que fez para entrar na festa da ponte. Esses valores já introduzidos no sistema mostra que a cia aérea não está preocupada com o cliente e sim em entrar na farra da ponte que dá lucros astronômicos.

Não consideramos errado de forma alguma querer lucrar, o que não pode acontecer é você usar de uma narrativa para conseguir aquela operação, quando na verdade nada daquilo dito é real, e o único interesse por trás de tudo é o lucro sem pena do cliente.

Quando a Azul saiu da ABEAR nós expomos a realidade, o que está tudo bem, só não gostamos quando uma cia aérea trata o passageiro como bobo afirmando que irá prestigiar ele, quando na verdade o usa para conseguir algo de forma a aumentar o seu bolsinho. 

A entrada da Azul é muita bem vinda na ponte, mas com os preços atualmente praticados, continuo ficando entre GOL e LATAM que para um voo de 40 min basta a operação no horário, não é necessário firulas como TV ao Vivo ou Snack. E você? Concorda ou discorda?