COMPARTILHAR VIA

Primeiramente é preciso pedir desculpas pelo atraso, afinal surgiram informações controversas que acabaram atrasando a nossa análise.

Muito bem, já é de conhecimento geral que a partir de 1 de Março de 2019 o Smiles irá promover alterações em alguns de seus mecanismos e vamos avaliar um a um aqui.

1 – A questão da definição de trecho:

A primeira mudança vislumbrada no novo regulamento é acerca da definição de “trecho”, que passa a ser o itinerário e não mais os trechos voados propriamente ditos.

Antes você obtinha 2 trechos qualificáveis numa viagem entre Rio e Caxias do Sul com escala em Congonhas, e a partir de 1 de março de 2019 será apenas 1 trecho que é na verdade o itinerário de ida da viagem.

Essa mudança prejudica o participante porque na maioria dos casos não existe voos diretos e com isso aquele passageiro que decide conceder sua fidelidade a GOL acaba sendo punido recebendo menos trechos qualificáveis.

O impacto dessa primeira mudança é de que serão necessárias 15 viagens de ida e volta, independente do número de trechos para obter o status máximo da cia aérea, o que obriga a uma média de mais de 1 viagem de ida e volta por mês.

 

2 – Redução do número de milhas por tarifa aérea:

Mais uma alteração negativa que irá conceder menos milhas para o passageiro frequente pois os multiplicadores perderam 1 ponto, com exceção da tarifa promocional. Aqui precisamos ser sincero, o programa puniu quem gasta mais com a cia aérea, pois a partir do momento que você compra tarifas mais “caras” você irá ganhar menos milhas do que antigamente, no entanto quem compra tarifas promocionais não terá alteração no seu acúmulo. Veja como ficou a nova tabela de acúmulo abaixo:

É importante ressaltar que as alterações serão para bilhetes comprados a partir de 1 de março de 2019, ou seja, caso você compre uma passagem em fevereiro de 2019 para voar em Dezembro de 2019 o acúmulo seguirá a tabela antiga.

3 – Redução da possibilidade de ganho de milhas qualificáveis:

A partir de março de 2019 ficará mais difícil manter ou progredir para a categoria diamante caso você não tenha o cartão de crédito Smiles, que será o único parceiro financeiro a pontuar na proporção 10 para 1 as milhas qualificáveis. 

Para conseguir mais milhas qualificáveis será somente voando. Uma boa notícia é que a Smiles em conformidade com o item 11.3 não irá alterar a política de “Soft Landing”, ou seja, caso você não consiga se requalificar para nenhuma categoria irá sempre cair para a categoria inferior, então ao invés de passar da categoria Diamante para a categoria Smiles, primeiramente você irá cair para GOLD, depois PRATA, e finalmente então SMILES.

Outra boa notícia é que de acordo com o item 11.3.1 permanecerá a rolagem das milhas extras, logo se você se qualificou com mais milhas que deveria, o excedente irá ajudar na qualificação durante o próximo ano.

4 – Restrição da emissão de bilhetes prêmios:

A emissão de bilhetes prêmio será restrita a 25 CPFs diferentes dentro do ano civil, logo você pode emitir passagens para 25 CPFs diferentes em Dezembro de 2018 e mais 25 para CPFs distintos em Janeiro de 2019. 

Aqui é preciso fazer uma lembrança quem em Agosto deste ano, um leitor nos alertou que o Smiles iria limitar a emissão de passagens, e você pode se relembrar clicando aqui.

Agora observem a resposta do Smiles em Agosto deste ano, ou seja, apenas 4 meses atrás:

A Smiles informa que não limita e nem pretende limitar a quantidade de emissões de passagens de seus clientes. Há limite apenas para emissões de Viaje Fácil (que permite ao cliente a emissão, mesmo sem milhas, e quitar as passagens até 60 dias antes do embarque): o cliente não pode ter mais de duas emissões em aberto, ou seja, não quitadas. Devido a uma instabilidade momentânea no sistema da Smiles ontem, alguns clientes receberam essa mensagem por engano ao tentar emitir passagens com milhas. O problema foi solucionado.

Isso é um indício que não podemos confiar nos programas de fidelidade e como diz a rádio Band em 20 minutos tudo pode mudar. Por isso fica cada vez mais complicado enviar milhas ou pontos para os programas nacionais, pois todos tem reduzido os benefícios dos seus clientes e sem transparência.

5 – Redução de benefícios da categoria diamante:

O Teto para emissão de passagens prêmio, que antes era de 25 mil milhas, passará a ser 35 mil milhas e apenas restritos a 10 emissões por ano. Além disso o bilhete cortesia será limitado a voos GOL dentro da América do Sul.

E aqui é preciso fazer outro parênteses para mostrar como a empresa atua de forma não transparente. Já foi denunciado por leitores e verificado que a Smiles não está disponibilizando voos da GOL que ainda estão a venda, principalmente em datas chave, como por exemplo:

Carnaval 2019 – Voo de CWB para SSA não tem disponibilidade no Smiles nos dias 1 e 2 de março como você pode verificar no print abaixo:

No entanto, no site da GOL tem ampla disponibilidade a módicos 2 mil reais o trecho:

Não haveria problema algum caso o programa especificasse que existe data de blackout, porém o executivo responsável pela Smiles, Leonel Andrade, deu uma declaração que não se constata a verdade conforme reportado pelo UOL, no artigo que você pode ler clicando aqui. Segue trecho retirado da reportagem:

Muitos consumidores reclamam justamente da dificuldade em conseguir passagens em troca de milhas. Muitas vezes, não há assentos disponíveis para isso. Ele diz que, na Smiles, se houver vaga em voo nacional, isso está garantido.

“No Brasil, nós garantimos: se existe um lugar vazio no avião da Gol, sempre você pode usar Smiles, nós não temos nenhuma restrição. Se a pessoa não conseguiu comprar passagem com milha no Natal, por exemplo, é que o avião estava lotado, mesmo para quem pagaria em dinheiro. A gente não tem restrição nenhuma.”

A transcrição acima está documentada, mas a realidade é outra, justamente o oposto do que o executivo afirma. A restrição está provada e qualquer um pode verificar isso rapidamente ao tentar emitir uma passagem na véspera do carnaval de 2019, e isso é um FATO.

Ainda estamos aguardando o esclarecimento da Smiles para saber se o Clube Smiles irá ou não gerar milhas qualificáveis, pois não existe essa menção no regulamento, e se não tá escrito não vale. Também estamos aguardando para saber se o cliente Ouro e Diamante vão continuar recebendo a milhagem mínima garantida de 500 e 1 mil milhas respectivamente.

Para concluir, nós, de toda a equipe do Mestre das Milhas, gostaríamos só de divulgar coisas boas, pois é muito chato ficar publicando coisas negativas, e não é por não gostar desse ou daquele programa, mas mudanças objetivas como essas que reduzem sim os benefícios do passageiro precisam ser evidenciadas. 

Então é preciso dizer a única coisa possível de ser dita sobre essas mudanças, que são todas ruins e nenhuma dessas atualizações vai beneficiar o cliente da Smiles. O programa ainda apresenta uma tabela flutuante que só se desvaloriza ao longo do tempo. Agora só nos resta a aproveitar as raras oportunidades enquanto houver condições.

 

 

 

 

 

 

COMPARTILHAR VIA
Eloy da Fonseca Neto é apaixonado por viagens, e utiliza dos programas de fidelidade para levar sua família ao máximo de lugares possível. Criou o Blog Mestre das Milhas ao notar a falta de informações sobre pontos e milhas no Brasil, com a intenção de auxiliar a todos para que possam realizar cada vez mais viagens, e sempre ao lado de seus entes queridos.