Recebemos a nível de perguntas e respostas maiores informações sobre a parceria da Latam e Azul. A medida que formos recebendo maiores informações estaremos atualizando aqui para vocês. Recomendamos se inscreverem no nosso canal do Youtube pois estamos para lançar uma novidade.

Do que se trata esse Codeshare? Quais cidades serão servidas por ambas as empresas?

Trata-se de um contrato para operações em Codeshare, que são bastante comuns na indústria
aérea. O Codeshare incluirá inicialmente rotas domésticas não sobrepostas de/para os aeroportos de Brasília (BSB), Belo Horizonte (CNF), Recife (REC), Porto Alegre (POA), Campinas (VCP), Curitiba (CWB) e São Paulo (GRU), dentre outros aeroportos nacionais, oferecendo aos clientes do Brasil novas e mais convenientes oportunidades de conexão. As empresas seguem independentes, mas os clientes poderão se conectar com mais facilidade entre as redes domésticas da Azul e da LATAM no Brasil, o que irá melhorar sua experiência de viagem, em voos interconectados operados pelas empresas, contando ainda com a possibilidade de acumular pontos no programa de passageiro frequente de sua escolha.

Esta parceria de Codeshare é uma resposta de ambas as empresas para a crise da Covid-19?

Esse acordo fornecerá aos passageiros no Brasil oportunidades de conexões novas e mais convenientes, permitindo também uma experiência de viagem mais fluida entre voos interconectados das duas companhias nos aspectos de emissão de bilhete, check-in e despacho de bagagem. Por outro lado, entendemos que a crise da COVID-19 exige respostas inovadoras para ajudar a dar o pontapé inicial às economias da região e o anúncio de hoje faz parte de nossa contribuição para esse esforço. Com os valores compartilhados de atendimento de excelência ao cliente tanto da Azul quanto da LATAM e rotas complementares, esperamos oferecer uma melhor experiência de viagem para clientes no Brasil em voos interconectados operados pela LATAM e pela Azul.

Esse Codeshare é válido até que as empresas consigam se reorganizar financeiramente?

A vigência do acordo é por prazo indeterminado. Em resumo, trata-se de um acordo com termos e condições usualmente praticados no mercado de aviação, como vários outros acordos que a companhia mantém com diversas outras companhias aéreas. Seu foco primordial é melhorar a conectividade, a eficiência da malha e a experiência do passageiro.

Como ficará os preços das passagens no curto prazo e médio prazo?

O acordo de Codeshare por sua natureza não impacta nos preços das passagens – cada empresa segue independente nos aspectos de definição dos preços e da oferta dos voos por ela operados. O acordo de Codeshare visa permitir que as duas empresas possam oferecer aos passageiros mais conectividade, em especial neste momento de retomada gradual dos voos, em função da queda drástica da demanda ocasionada pela COVID 19.

Azul e LATAM têm planos de aprofundar ainda mais essa parceria?

As empresas estão sempre abertas a avaliar opções de serviços que possam beneficiar o passageiro, sobretudo para melhoria de sua eficiência.

Quais outros hubs/cidades poderão entrar neste Codeshare?

O Codeshare incluirá inicialmente rotas domésticas não sobrepostas de/para os aeroportos de Brasília (BSB), Belo Horizonte (CNF), Recife (REC), Porto Alegre (POA), Campinas (VCP), Curitiba (CWB) e São Paulo (GRU), que oferecerá aos clientes do Brasil novas e mais convenientes oportunidades de conexão. A LATAM está aberta a avaliar a possibilidade de eventual expansão futura deste Codeshare com a Azul para outros aeroportos, caso tal medida possa beneficiar o passageiro e contribuir para melhoria da eficiência. 

Quais as políticas comerciais e regras de flexibilização para compras e alterações de passagens no modelo Codeshare?

Os clientes deverão seguir as políticas e regras de flexibilização da companhia que emitiu seu bilhete.

Como fica o atendimento comercial?

Existem outras estruturas de equipes para atendimentos de agências e consolidadores? O Atendimento comercial permanece inalterado. Não teremos mudanças no atendimento comercial ou técnico.

O Codeshare contempla novas possibilidades de incentivos comerciais?

O acordo de Codeshare, por sua natureza, não impacta nos preços das passagens nem nos incentivos ou políticas comerciais das empresas – cada empresa segue independente nos aspectos de definição dos preços, dos incentivos, das políticas comerciais e da oferta dos voos por ela operados.

Quais são as regras para o Passageiro Frequente? Quando os clientes poderão acumular pontos nos respectivos programas de passageiro frequente?

O acordo de passageiros frequentes firmado por LATAM e Azul em conjunto com o Codeshare permitirá que os passageiros acumulem pontos no programa de passageiro frequente de sua escolha. A estimativa é que esteja disponível operacionalmente tão logo o Codeshare esteja implementado, o que as partes trabalharão para que ocorra o mais breve possível.

Quando os bilhetes estarão à venda? Quando os clientes poderão voar nessas rotas de Codeshare? Quais são as rotas das cidades mencionadas? 

As partes trabalharão para que o Codeshare seja implementado o mais breve possível. O Codeshare incluirá inicialmente rotas domésticas não sobrepostas de/para os aeroportos de Brasília (BSB), Belo Horizonte (CNF), Recife (REC), Porto Alegre (POA), Campinas (VCP), Curitiba (CWB) e São Paulo (GRU).

Como isso afeta o acordo da LATAM com a Delta?

O Codeshare com a Azul não terá qualquer impacto negativo em relação ao acordo entre LATAM e Delta. Acordos de Codeshare são bastante comuns na indústria aérea e sua finalidade é melhorar a experiência do passageiro que viaja itinerários voados por mais de uma companhia. Atualmente, a LATAM mantém diversos acordos de Codeshare, com diversas companhias aéreas. Essa relação específica com a Azul é mais uma delas, que vem somar ao esforço da LATAM de melhorar a conectividade, a eficiência de sua malha e a qualidade dos seus serviços.