Todos sabem aqui que no início nós fomos super favoráveis a cobrança de bagagem sem uma franquia mínima. Infelizmente depois de mais de 1 ano ficou provado que as alegações trazidas tanto pelas cias aéreas, como pela ANAC e ABEAR, se mostraram falsos.

Desde então o valor da passagem não só diminui como aumentou assustadoramente, considerando as rotas mais utilizadas no Brasil. 

Nós aqui somos contra o veto, pois diferente de como era antigamente, o trecho vetado não trazia de volta a política de antes, mas estabelecia uma franquia mínima gratuita de apenas 1 mala de 23 KG conforme as especificações da aeronave.

Ninguém gosta de intervenção na economia, mas é impossível haver concorrência leal hoje num mercado com apenas 3 cias aéreas que cobram exatamente o mesmo valor para franquia de bagagens e raramente competem em preço para rotas populares.

Nesse momento achamos essa decisão ruim para o passageiro brasileiro, e muito boa para as cias aéreas. Obviamente que isso pode mudar caso mais cias aéreas venham disputar o mercado brasileiro, e torcemos para que seja assim. E você? O que achou?