O programa de fidelidade american airlines AAdvantage está tornando a qualificação para a Platinum Pro e a Executive Platinum ainda mais gratificante em 2021 com a introdução de recompensas de escolha de elite. Os membros elegíveis podem selecionar uma recompensa em um menu com curadoria para agradecê-los por sua lealdade contínua. As recompensas de escolha elite dão aos membros a oportunidade de escolher a recompensa que mais valorizam, seja uma atualização em todo o sistema, um Admirals Club One-Day Pass ou milhas bônus AAdvantage.

Após a qualificação para os níveis Platinum Pro e Executive Platinum em 2021, os membros elegíveis receberão um e-mail com um convite para selecionar sua recompensa. Os membros também podem encontrar e escolher suas recompensas sob a seção Presentes e Recompensas de sua conta AAdvantage.

Além disso, a partir de 2021 os membros Platinum Pro receberão o status Oneworld Esmeralda, o mais alto da aliança. Essa mudança acontece porque a partir de 31 de março de 2021 a Alaska Airlines entrará para a Oneworld e seus membros MVP 75K também receberão o status Oneworld Esmeralda.

Nossa Avaliação

É sempre muito bom ver o programa recompensando mais o cliente, mas aqui cabe algumas observações. A American Airlines não isentou os estrangeiros do requisito de gasto em dólares, o que significa que para escolher alguma dessas recompensas você terá de desembolsar no mínimo uma quantia próxima de 40 mil reais.

A empresa parece estar perdida desde a fusão com a US Airways, depois de apresentar uma série de lucros históricos, agora só dá prejuízo. A questão principal é permitir que o cliente chegue ao status elite, pois de que adianta você recompensar um status inatingível, especialmente em época de pandemia?

Chega a causar espécie o fato de a empresa aérea tratar 2021 como se tudo estivesse normal, pois o correto nesse momento de sobrevivência do negócio deveriam ser medidas como:

  • Isenção de gasto mínimo para categoria elite;
  • Redução dos requisitos necessários para categoria elite;
  • Fim da pontuação atrelada a gasto;

Mas por que isso? É muito simples. Em um mundo onde existe escolha, qualquer pessoa normal irá optar pela passagem mais barata ou optar pagar um pouco mais caro caso exista algum benefícios sólido.

Um excelente exemplo disso é que se tiver que escolher entre AA e United/Alaska/Delta, a AA ficará pra trás, com a única exceção de ser muito mais barata. Vejamos:

United – Mais fácil de qualificar, membro da Star Alliance, serviço melhor, rotas melhores, e pontua igual a AA;

Alaska – Mais fácil de qualificar, membro da Oneworld (31/3/2021), serviço muito melhor, pontua de acordo com a distância, não exige gasto mínimo. Será o melhor programa para pontuar na Oneworld;

Delta – Péssimo programa, mas é o melhor serviço de bordo dos EUA, com valores competitivos, e pontualidade invejável.

É inegável que o carro chefe da American Airlines nos seus melhores tempos era o AAdvantage, quando então era considerado o melhor programa do mundo, mas ao copiar a concorrência a empresa se perdeu, e desde então não consegue inovar, permitindo que aqueles clientes que antes tinham escolha e voariam somente com a AA, prefiram a concorrência, pois de fato o programa não é mais referência e recompensador como antes.

E você? Concorda com nossa avaliação? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.