A American Airlines seguindo a Delta e United já implementou o resgate de valores dinâmicos sem respeitar a tabela do programa AAdvantage. É uma pena que a cia aérea esteja trilhando esse caminho, pois só vem a desvalorizar o seu programa que costumava ser o melhor do mundo.

Veja o print abaixo:

Perceba que os valores para econômica tem 130 mil milhas o segmento, quando de acordo com a tabela Anytime do programa o máximo deveria ser 75 mil milhas. Na executiva acontece a mesma coisa, que de acordo com a tabela Anytime do programa o máximo cobrado não poderia ultrapassar 195 mil milhas e no entanto estão cobrando 240 mil milhas o segmento.

Isso é somente o começo, pois sem tabela não existirá um padrão fixo e nunca teremos previsibilidade de quanto custará a emissão. 

Obviamente a empresa irá dizer que isso trará mais disponibilidade para o cliente permitindo que ele consiga fazer melhor uso de suas milhas, mas sabemos que se trata de uma tocaia para cobrar mais por algo que já era precificado de forma alta.

Não houve qualquer tipo de anúncio oficial, pois isso ainda está em fase de desenvolvimento. Depois que estiver a pleno vapor será que conseguiremos achar algum trecho a 30 mil milhas? Eu acredito que não e você? 

Engraçado que o maior faturamento da American Airlines vem justamente do AAdvantage, pois a empresa perde dinheiro voando e isso nos deixa num paradoxo porque parece que a empresa está matando justamente a sua galinha dos ovos de ouro. O que será que eles estão pensando lá? Alguém arrisca entender essa confusa administração?