COMPARTILHAR VIA

O Priority Pass tem estado em alta ultimamente, principalmente com a possibilidade de ser concedido de forma gratuita com o mais novo cartão lançado pelo Santander, o Cartão AAdvantage Black, embora essa informação ainda não tenha sido oficialmente confirmada pelo próprio banco, assim como também não existe menção nenhuma no contrato, diferentemente do que ocorre com o Santander Black Unlimited que carrega no contrato todos os pontos sobre o Priority Pass.

Mas vamos lá, o PP vale a pena? Essa é a pergunta, e a resposta é bem simples, como num croqui de 2 respostas como pergunta, que é a seguinte se for pago não, se for gratuito sim. Basicamente é isso, mas por que? Porque primeiramente o PP tem uma boa cobertura somente na Europa e Ásia, sendo muito fraco em outros locais, embora anuncie parceiros, o horário é restrito, ou você pode encontrar impedimentos devido a sala estar cheia. 

Então, contratar o Priority Pass é uma furada, porque você não tem a garantia de uso das salas vips, e mesmo com o PP, caso você vá para a Austrália, América do Norte ou África-Oriente Médio, não terá uma cobertura digna, e fazendo com que dessa forma você apenas jogue dinheiro fora. No entanto se você viaja apenas para a Europa e Ásia, e bastante, nesse caso vale sim a pena contratar o cartão, pois nesse caso você teria o retorno do valor investido.

Agora vamos falar do caso específico do cartão aadvantage santander Black, que está gerando muita expectativa no mundo das milhas. A saber que a primeira anuidade será gratuita para quem solicitou o cartão na pré-venda, é obviamente interessante se esse cartão trouxer consigo o Priority Pass na sua modalidade gratuita, pois é 1 ano que você “ganha” o PP sem custo. No entanto, se você é um viajante frequente da American e adquiriu o cartão para viagens na América do Norte, o PP será inútil para você, já que nos aeroportos da American inexistem lounges parceiros com o PP, ou seja, do ponto de vista técnico, para quem voa AA o melhor cartão seria o Amex The Platinum no momento, pois a maioria dos Hubs da AA tem uma sala do AMEX, a saber Miami, Dallas, Los Angeles, São Francisco, e Las Vegas, com adições futuras em demais aeroportos.

Logo, a recomendação do Blog é justamente para que você evite contratar o Priority Pass se não tem destino e frequência suficiente para viagens na Ásia e Europa, pois caso contrário o PP será sim valioso para você, não esquecendo de ressaltar que muitas salas do PP também aceitam outros meios como cartões de tarja Black, Amex, LoungeKey, e elites de alianças aéreas, mas com sempre, no final a decisão é sua. 

COMPARTILHAR VIA
Eloy da Fonseca Neto é Advogado, Blogueiro, e Consultor de Viagens. Tem um volume de viagens em torno de 500 mil milhas por ano, e após ter viajado por mais de 50 países divulga no Blog Mestre das Milhas a arte e o potencial de maximizar os ganhos com os diferentes programas de Fidelidade. É conhecido internacionalmente como  Líder em assuntos estratégicos sobre programas de milhagem! Já figurou em diversas reportagens na mídia brasileira e americana. Entre em contato através do email [email protected]