COMPARTILHAR VIA

Esse ano foi um ano muito importante para mim, pois foi aquele em que consegui solicitar um cartão de crédito nos Estados Unidos sem ter o social security, que é o documento que se equipara ao CPF do Brasil.

Não só eu, mas juntamente com muitos outros, somos a prova viva de que é possível sim aplicar para um cartão de crédito nos EUA sem a necessidade de residir lá, e ter social security, sendo a única exigência um endereço lá, que pode ser de um HUB, como o do Qwintry por exemplo. 

É muito importante ter uma conta corrente em um banco americano, pois é a forma mais fácil de pagar a fatura do seu cartão de crédito, e clicando aqui já explicamos como abir uma conta bancária lá. Você pode transferir dinheiro para esse conta utilizando o Transferwise e economizando demais no câmbio também.

O Cartão mais fácil de solicitar atualmente é o Amex Blue Cash Everyday, o qual não necessita de uma checagem de crédito ou capital e é praticamente aprovado para todos, porém para solicitar esse cartão e conseguir a aprovação é necessário seguir alguns passos.

Antes de começar vale destacar que caso você gaste 1 mil dólares nesse cartão nos 3 primeiros meses você recebe um crédito na fatura de 200 dólares na fatura, e esse cartão não tem anuidade, nem para o titular, nem para os adicionais. Logo se você tiver intenção de comprar um Iphone X por exemplo, o mesmo pode te custar 800 dólares ao invés dos 1 mil dólares regulares, caso você seja aprovado para esse cartão.

Bom, mas vamos ao tutorial de como tentar conseguir ser aprovado. Primeiramente vá até a página oficial clicando aqui, que é um link de convite, logo você receberá seu bônus majorado, 200 dólares ao invés dos 150 dólares regulares. Clique em “Apply Now”. 

Quando aparecer o formulário que você vê na imagem acima, preencha todas as informações, sendo que o campo do social security deverá ser preenchido da seguinte forma 999999990, ou seja, 8 números 9 e um número 0 no final. Marque como Self-Employed, caso contrário poderão pedir o Tax Return para você. Não coloque acentuação no formulário, e lembre-se que a data de nascimento é invertida. Clique em continue e depois “agree & submit aplication”.

Nesse momento vai acontecer duas coisas, a primeira é você ser negado de pronto, e a segunda é ser fornecido um número de aplicação para que você ligue e confirme alguns dados com a AMEX. 

O ideal é que você receba a segunda mensagem, e ligue para lá, e a primeira coisa que o atendente irá perguntar é sobre o social security, pois você inseriu um número de identificação de estrangeiro. Então você deverá dizer que irá utilizar o seu passaporte como forma de identificação para atrelar a sua conta do AMEX, pois você é um “NON-RESIDENT ALIEN”, e diga isso para o agente que irá entender.

Após fornecer o seu passaporte, o atendente irá informar para você se sua conta foi aprovada ou não, e se for aprovada qual o limite inicial, que geralmente fica em torno de 3 a 5 mil dólares americanos a depender das informações financeiras fornecidas no formulário.

Com isso você receberá o Kit de Boas Vindas em até 5 dias úteis, e já poderá utilizar o cartão, lembrando que você terá 3 meses para gastar 1 mil dólares para receber o bônus de 200 dólares. 

Esse é o cartão mais fácil de conseguir nos Estados Unidos, pois é um cartão “genérico” sem muitos benefícios. Não tem anuidade, e possui uma taxa de 2.5% para compras no exterior, ou seja, se você utilizar esse cartão em outros países pagará uma taxa de 2.5% e uma conversão justa do dólar, geralmente a do Google, o que já é um grande avanço, se livrando dos 6.78% do IOF.

Espero que esse tutorial ajude, lembrando que nem todo mundo consegue se aprovado por questões da própria empresa, mas essa não é a regra. Se por acaso você tentar deixe seu feedback nos comentários. Boa Sorte.

B01 - 728x90

COMPARTILHAR VIA
Eloy da Fonseca Neto é apaixonado por viagens, e utiliza dos programas de fidelidade para levar sua família ao máximo de lugares possível. Criou o Blog Mestre das Milhas ao notar a falta de informações sobre pontos e milhas no Brasil, com a intenção de auxiliar a todos para que possam realizar cada vez mais viagens, e sempre ao lado de seus entes queridos.