COMPARTILHAR VIA
    Como muitos já devem saber, a Venda Casada é proibida pelo nosso Código de Defesa do Consumidor, todavia nada diz a lei sobre promoções “casadas”, como assim? É verdade, promoções que só permitem o seu ingresso, desde que você adquira um produto ou serviço, o que é até compreensível, pois a maioria das promoções são assim, todavia em sua totalidade não são discriminatórias. Por exemplo, existem aquelas promoções, que quando você compra um carro em uma concessionária você está apto a participar de um sorteio de uma passagem aérea, independente do carro que comprou, desde que seja com aquela concessionária. Pois bem, o Programa Smiles, conseguiu inaugurar mais uma categoria para “enrolar” seus membros, e tentar arrancar-lhes mais dinheiro. Estive pesquisando as três últimas promoções da Celebração do aniversário do Smiles, e percebi que o programa fechou o cerco, para permitir que apenas os participantes do Clube Smiles possam gozar das promoções. Por que isso não é legal (Ponto de Vista Filosófico e Não-Jurídico)? Simplesmente porque discrimina os membros do programa, entre os que estão dentro, e os que optaram por estar fora do clube smiles. 

    Podemos compreender que a celebração dos 20 anos do Smiles seria para todos, e não somente, para aqueles que acharam interessante dispender um pouco mais para ter acesso a poucas facilidades a mais, dentro de um Programa que é gratuito. Tudo isso nos remete àquela velha ideia da abertura de capital do Programa na Bolsa de valores. Desde que isso começou, o mesmo só piorou, desvalorizando milhas, restringindo ainda mais a disponibilidade, e por último agora “casando” as promoções, promoções essas que deveriam abarcar todos aqueles que contribuíram para o Smiles completar 20 anos, e não somente a um nicho que paga uma mensalidade ao programa.

    De qualquer formas, são promoções fracas, que não tem um impacto muito forte na vida do passageiro, então, por enquanto não faz diferenças, mas cabe a mim apontar essa percepção em minha análise corrente do Programa de Fidelidade. Isso que o Smiles está fazendo NÃO É ILEGAL, mas vai contra a prática dos bons princípios de boa-fé. Sei que é chato, que ainda é feito de forma limitada e discreta, mas é preciso falar e apontar essa tendência. Boa Viagem!
*Capturas de tela do site oficial do Smiles