COMPARTILHAR VIA

Não é novidade para ninguém que foi divulgado pelo Smiles lucro recorde no ano de 2017, porém o leitor Raul Melhado indicou hoje uma reportagem da Infomoney sobre um “sinal” nada bom para os investidores do Smiles. Você pode ler a reportagem na íntegra clicando aqui.

O programa Smiles desde o momento que lançou suas operações de cia aberta precisa dar lucros para os seus investidores, e qual é a única forma de fazer isso? Ora, foi avisado aqui inúmeras vezes que a única maneira de um programa de fidelidade fazer lucro é prejudicando seus clientes, simples assim.

É nítida a forma como a empresa fez e continua fazendo isso através de desvalorizações de sua tabela de resgate, imposição de tarifas comerciais que não permitem reembolsos, entre outros.

Acontece que o papel aceita tudo, bem dizia meu ex-professor de Administração, e bem disse o Dr.Henry, um dos nossos leitores mais assíduos, o Smiles tem emprestado quantias enormes para a GOL que não consegue sair do vermelho, então se colocarmos a lógica para funcionar veremos que essa conta não fecha.

Hoje a Smiles está com uma forte queda na Bovespa em função da decisão da empresa em cortar o pagamento dos dividendos aos acionistas em 2019 para 25% do lucro líquido. A empresa diz que tem intenção de relocar capital com maior retorno, mas podemos nos perguntar porque esse corte de 75% de algo que está dando tanto lucro.

Será que o Smiles está bem mesmo? Pois como bem sabemos o papel aceita tudo. Por vezes lemos comentários como o do Henry e não levamos muita fé, mas se você for verificar o raciocínio dele verá que está tudo correto, e esse lucro do Smiles pode ser na verdade um “montante transitório de capital” obtido com forte vendas de milhas que deverão ser honradas lá na frente, e daí existem duas opções, ou o programa quebra ou desvaloriza novamente as milhas para manter o dinheiro, e essa desvalorização deverá ser massiva. 

Obviamente que somos um Blog e não fizemos nenhum estudo a respeito. Apenas observamos os fatos e seus desenvolvimentos, e parece que o iceberg sugerido pelo querido Dr.Henry está começando a aparecer. A questão que fica é: Será isso apenas a ponta do iceberg ou uma calotinha de gelo? 

COMPARTILHAR VIA
Eloy da Fonseca Neto é apaixonado por viagens, e utiliza dos programas de fidelidade para levar sua família ao máximo de lugares possível. Criou o Blog Mestre das Milhas ao notar a falta de informações sobre pontos e milhas no Brasil, com a intenção de auxiliar a todos para que possam realizar cada vez mais viagens, e sempre ao lado de seus entes queridos.