COMPARTILHAR VIA

Quem acompanha no instagram viu que 2 semanas atrás voamos na Suíte da Singapore Airlines, a maior primeira classe do mundo. E agora estamos trazendo esse trip report para que vocês possam ter ideia de como foi nossa experiência.

Tudo começou no Lounge Privativo da “Suites” que fica dentro do SilverKris Lounge no aeroporto internacional de Sydney. Lá você é escoltado para o “The Private Room”, onde tem um serviço de Buffet e opções à la carte também.

SilverKris Lounge Sydney
Private Room Card

Abaixo você verá fotos do ambiente da Private Room da Singapore Suites:

Área Reservada
Área de Observação
Chuveiros
Buffet

Depois de passar alguns minutos no Lounge fomos para a área de embarque que tem uma fila exclusiva para passageiros da Primeira Classe. O Voo SQ 232 é o único voo na rota Sydney – Singapore que oferece a Suíte nova de primeira classe da Singapore, então é preciso atenção no momento da escolha do voo.

Ao chegar a bordo fomos escoltados diretamente para a suíte 2A. São 4 assistentes que você tem no voo, o chefe de cabine e mais 3 comissários, que ficam todo o tempo a sua disposição em turnos. 

A configuração da aeronave nessa cabine é 1-1 e caso você esteja viajando com acompanhante sugerimos selecionar sempre os assentos 1A e 2A que possibilitam a formação da cama de casal. Abaixo você confere fotos da suíte.

Área da Suíte
Cama
Tv de 42″
Console principal
Assento principal
Conectores
Tablet de Controle
Headset da Bose
Compartimento
Outro ângulo do assento
Porta-Trecos no braço lateral
Armário
Armário Interno

Abaixo você verá as fotos do banheiro que é muito espaçoso. São 2 banheiros para no máximo 6 passageiros da primeira classe, o que é muito conveniente.

Abaixo você verá as fotos do menu do voo: Vocês devem ter percebido que o Menu é quase um livro, pois são muitas opções. Logo na chegada os 4 comissários vem se apresentar e lhe dar as boas vindas, bem como servir castanhas e uma bebida. O sistema de entretenimento de bordo é muito bom com seleções atuais e muitas horas disponíveis de mídia, e até o momento foi a maior TV que já presenciei numa cabine de avião. A TV é inclusive sensível ao toque. Logo depois da decolagem é disponibilizado para você um pijama para que fique mais a vontade durante o voo. Abaixo você verá as fotos do serviço de refeição. Nesse voo são duas refeições, sendo a primeira um almoço e a segunda um jantar, uma vez que é um voo diurno. Acima você viu o pão de alho que é uma opção dentre várias opções de pães, e abaixo você confere o caviar, que foi a entrada escolhida bem como uma sopa de abóbora moída ao pesto. Toda essa seleção estava saborosa demais. O prato principal foi o Cordeiro no osso com batata gratinada e legumes. Na sequencia a sobremesa que nesse caso foi customizada de parfait de chocolate com sorvete de creme e uma pipoca com uma geléia de caramelo. Como passageiro de primeira classe você recebe 30 minutos de cortesia de internet e após isso você confere as seleções de conexões abaixo. Esse foi o único ponto negativo da experiência, uma vez que consideramos caro demais o serviço por ser baseado em tempo e em dados. Após a refeição, a comissária veio fazer a cama. Veja as fotos do console e da arrumação da cama. Já depois do soninho e quase chegando é servido o jantar. Você vê a foto abaixo e da sobremesa na sequencia.  Ao final do voo a tripulação que cuidou do serviço deixou um cartão, pelo qual enviamos prontamente um super elogio para a Singapore Airlines em função do excelente serviço prestado.

Esse foi sem dúvidas a melhor experiência de voo até o momento, não só pelo conforto da cabine, mas pelo serviço fenomenal dessa tripulação. Se o serviço das cias brasileiras e americanas fosse um quarto desse já nos deixaria muito felizes.

É muito difícil transmitir essa experiência exclusivamente através de fotos e texto, por isso preparamos um vídeo o qual iremos disponibilizar em breve no nosso canal do Youtube, e por isso recomendamos que você se inscreva lá clicando aqui e ative o sininho para que você possa conferir essa experiência em primeira mão.

Caso você tenha alguma dúvida ou pergunta, deixe abaixo nos comentários, pois é muito difícil transcrever toda uma experiência fantástica dessa em apenas um artigo. Tentamos fazer o melhor para você, mas no caso de ter faltado algo estamos à disposição. 

Para finalizar explicamos que a emissão dessa passagem foi feita pelo próprio programa da Singapore com milhas originadas do AMEX. A quantidade foi de 80 mil milhas e adiantamos que foi um achado. Na verdade estávamos em lista de espera até 2 dias antes, quando então o assento foi confirmado.

Nessa rota é muito difícil conseguir resgatar com as parceiras, pois a Singapore só libera no valor flexível de 150 mil pontos ou 80 mil em lista de espera. Já na rota Singapore-Hong Kong é possível conseguir por 37.500 milhas em lista de espera ou 70 mil na garantida.

A única forma de conseguir pontos na Singapore é utilizando o próprio programa deles ou enviando pontos do Membership Rewards para quem possui o cartão Amex americano. Ou então contatar a Barão Turismo que consegue emitir tais passagens com pontos. 

Então é isso! Esperamos que tenham gostado e quaisquer dúvidas podem comentar abaixo que iremos responder assim que possível. Desejamos a todos sempre que continuem a acumular pontos e possam fazer resgates incríveis como este. Boa Viagem.

COMPARTILHAR VIA
Eloy da Fonseca Neto é apaixonado por viagens, e utiliza dos programas de fidelidade para levar sua família ao máximo de lugares possível. Criou o Blog Mestre das Milhas ao notar a falta de informações sobre pontos e milhas no Brasil, com a intenção de auxiliar a todos para que possam realizar cada vez mais viagens, e sempre ao lado de seus entes queridos.