COMPARTILHAR VIA

Recebemos muitas mensagens sobre as milhas qualificáveis do Smiles, e muitos acham que possa haver algum erro no site, ou na contabilização, mas estamos percebendo que talvez o mecanismo de “Rollover” possa não ter sido compreendido. Então vamos explicar como funciona esse mecanismo aqui.

O Smiles possui 3 categoria elite, o Prata, o Ouro, e o Diamante, que podem ser atingidos com os seguintes níveis de 10 mil, 18 mil, e 30 mil milhas qualificáveis. O Sistema sempre irá considerar o seu nível atual da virada para fazer o cálculo de milhas que “sobram” para o próximo ano.

Exemplo 1: Sem Categoria

Caso você não tenha categoria na virada, o sistema irá zerar o seu contador, e isso ocorre porque não sobrou nada para o ano seguinte, logo se você tinha 9 mil milhas qualificáveis, irá perder as 9 mil, e iniciar o próximo ano do zero.

Exemplo 2: Categoria Prata

Se você for PRATA na virada, o sistema irá tirar do seu contador 10 mil milhas qualificáveis, porque seria “a sobra”, então se na virada você tinha 15 mil milhas qualificáveis, irá começar o ano com 5 mil milhas qualificáveis que é a sobra de sua categoria elite.

Exemplo 3: Categoria Gold

Já no caso do Gold, é retirado 18 mil milhas qualificáveis, logo se você tinha 20 mil milhas, irá ficar com apenas 2 mil qualificáveis, e por aí vai. O cálculo é o mesmo, porém obedecendo à qualificação da categoria.

Exemplo 4: Categoria Diamante

No Diamante é retirado 30 mil milhas qualificáveis na virada, logo, qualquer número abaixo disso que você tenha zera, e acima fica a sobra.

O que tem acontecido e gerado dúvidas são os casos de pessoas que conseguiram a categoria, porém não se requalificaram, ou receberam o status de alguma promoção. Por exemplo, uma leitora recebeu o status diamante de uma promoção do cartão ao transferir 160 mil pontos, que geraram 16 mil milhas qualificáveis, porém em função da promoção recebeu o status Diamante.

Como ela não conseguiu chegar ultrapassar dos 30 mil qualificáveis até o dia 31/12, não houve sobra, logo não pode haver o “Rollover”, então o contador dela zerou, e está correto, o que ela entendeu após entrar em contato conosco.

Já no caso de quem era diamante ou outra categoria elite no ano de 2016, que dá validade até 31/3/2018, e essa pessoa não tenha conseguido chegar no nível mínimo da categoria elite atual até 31/12/2017, o contador também zera, e isso se dá porque não existe sobras.

A rigor o que o Smiles faz é considerar a sua categoria e verificar se existem sobras das milhas qualificáveis no ano, que serão “roladas” para o próximo ano para ajudar na sua qualificação. Podemos resumir isso na seguinte fórmula matemática:

Mq2018 = Mq2017 – MqCat2017

Mq2018 são as milhas qualificáveis iniciais de 2018. Me 2017 são as milhas qualificáveis obtidas em 2017, e MqCat2017 é o valor de minhas qualificáveis necessários para atingir a sua categoria em 2017.

Exemplo: Victor transferiu 800 mil pontos do cartão de crédito para o Smiles em Maio de 2017. Considerando que não haja movimentações na conta, como será o desenvolvimento de sua categoria elite no Smiles?

Ora, ao transferir 800 mil pontos do cartão, Victor irá receber 80 mil milhas qualificáveis no Smiles em Maio de 2017, o que irá alçá-lo a categoria diamante. Logo, em 2018 o seu saldo inicial de milhas qualificáveis será:

Mq2018 = 80 mil – 30 mil (Milhas necessárias para atingir diamante em 2017) = 50 mil.

Logo, o saldo inicial de Victor será de 50 mil milhas qualificáveis em Janeiro de 2018, o que por si só irá transformá-lo diamante até 31/3/2020. Com isso em Janeiro de 2019, o saldo inicial dele será de 50 mil (Mq2018) – 30 mil (MqCat2018), que irá deixá-lo com 20 mil milhas qualificáveis no início de 2019, e caso ele queira ter o Diamante dele com validade até 31/3/2021 ele terá de acumular mais 10 mil milhas qualificáveis durante o ano de 2019, se o Smiles mantiver esse nivel de qualificação até lá.

Tentamos ser o mais didático possível para eliminar todas as dúvidas que surgiram desse processo de “rollover”, que foi um benefício introduzido no ano passado, e só agora surgem as dúvidas em função disso. Caso no seu caso tenha havido erro mesmo, a nossa recomendação é contatar a empresa para averiguar o que ocorreu. Se restou alguma dúvida, deixe nos comentários abaixo. 

COMPARTILHAR VIA
Eloy da Fonseca Neto é Advogado, Blogueiro, e Consultor de Viagens. Tem um volume de viagens em torno de 500 mil milhas por ano, e após ter viajado por mais de 50 países divulga no Blog Mestre das Milhas a arte e o potencial de maximizar os ganhos com os diferentes programas de Fidelidade. É conhecido internacionalmente como  Líder em assuntos estratégicos sobre programas de milhagem! Já figurou em diversas reportagens na mídia brasileira e americana. Entre em contato através do email [email protected]