COMPARTILHAR VIA

Não é novidade para ninguém sobre a alteração da tabela de resgate da Avianca Brasil, a qual foi antecipada aqui, porém a notícia que estamos trazendo em primeira mão é o quão nada boa será essa alteração.

A Avianca já está disponibilizando a sua tarifa dinâmica que tem disponibilidade todo dia, bastando você logar na sua conta, e escolher pagar em dinheiro normal, não clique em “pontos” nesse primeiro momento, e então quando aparecer os resultados da busca, aí sim você vai ao lido do ícone “R$” e clica em pontos.

 

A referência é o voo direto GRU – MIA em classe executiva, que em sua disponibilidade irrestrita está custando 194 mil pontos, ou seja, um valor não muito bom, se comparado com os demais programas. O valor promocional está 70.200 pontos, também alto se comparado aos demais.

No entanto quem aproveita as transferências com bônus de 100% ou mais, acaba que consegue fazer uma ida e volta para Miami no voo direto de São Paulo por menos de 70 mil pontos, o que não é nem um pouco ruim.

Já para os voos domésticos as alterações são animadoras em partes. Veja abaixo a comparação da ponte aérea Rio de Janeiro – São Paulo no dia 5 de Setembro de 2017, de acordo com a nova tabela, lembrando que antes eram 10 mil pontos na promocional, e 20 mil pontos na irrestrita.


Percebam que uma tarifa de até 315 Reais sai menos do que 10 mil pontos, enquanto que uma tarifa de 1.000 Reais sai a 35.200 pontos. A boa notícia é que você pode achar tarifas de 4 mil pontos em trechos domésticos, porém caso o voo esteja cheio, você provavelmente não irá conseguir nada por menos de 30 mil pontos.

A partir daí podemos inferir outra coisa. No exemplo acima, você estaria disposto a pagar 129 Reais e acumular mais pontos, ou utilizar os 4 mil pontos para voar? Isso é uma decisão pessoal, mas o correto seria pagar e acumular mais pontos, deixando então os pontos para ser utilizado em uma passagem mais cara.

A problemática dessa tabela dinâmica é que os pontos flutuarão sempre de acordo com o valor,  e por isso pode ser desinteressante utilizar tanto dinheiro como pontos, ou voar de Avianca, já que essa relação não parece ser vantajosa.

Imagine você que para viajar em executiva irrestrita para Miami são necessários quase 400 mil pontos, ou 15 mil reais. A única vantagem nesse sistema seria transferir pontos do cartão de crédito com um super bônus superior a 120% para fazer valer a pena a nova tabela.

Ainda é possível utilizar a tabela antiga diretamente no site da Avianca, selecionando a opção de pontos antes de realizar a busca, pois a tabela dinâmica só aparece com a busca feita em dinheiro, e depois trocada por pontos, como foi dito acima.

Obviamente que a nova tabela ficou pior para os clientes, apesar de sempre haver disponibilidade, porém com quantidade de pontos altíssimos como era previsível. E você? O que achou dessa nova tabela dinâmica? Piorou ou melhorou para você?

 

*Agradecemos a dica do amigo Tlars22.

COMPARTILHAR VIA
Eloy da Fonseca Neto é Advogado, Blogueiro, e Consultor de Viagens. Tem um volume de viagens em torno de 500 mil milhas por ano, e após ter viajado por mais de 50 países divulga no Blog Mestre das Milhas a arte e o potencial de maximizar os ganhos com os diferentes programas de Fidelidade. É conhecido internacionalmente como  Líder em assuntos estratégicos sobre programas de milhagem! Já figurou em diversas reportagens na mídia brasileira e americana. Entre em contato através do email [email protected]